TIME DE VENCEDORES

Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; 2 Coríntios 5:17,18

 

Uma coisa que o pecado transtornou em nossa mente é a disfunção metodológica. Isso em todas as esferas do viver.

Pensamos muito em atacantes, centroavantes e camisa 10, mas um bom time começa bem antes. Seleção de 82 jogava muito, mas não marcava.

Precisamos ter a noção de que a copa do mundo é a tentativa de mostrar qual cultura futebolística do mundo se sobressai vencedora em todos os seus aspectos!

Vejo aspectos semelhantes quando penso no trabalho ministerial da Igreja. Pensamos em como deve ser a fachada, pensamos que ela deve ter música boa e que devo ter um cargo importante.

Mas, infelizmente muitos não pensam seriamente se gastar energia neste aspecto que trato como o mais importante, nos ajuda a cumprir os eternos propósitos de Deus na vida da cidade e, por consequência, na vida da igreja.

A última Copa estava escrito que o Brasil entrou para perder! Superfaturada, com estádios que hoje são elefantes brancos, o craque do time com um contrato onde deveria levantar a camiseta toda a vez que a câmera o focasse para mostrar a marca que usa de roupas íntimas. Não havia um time, havia um amontoado de egos.

A pior solidão é aquela que passamos acompanhados! Por isso choravam tanto!

Paulo fala de um ministério dado por Deus a um coletivo, que popularmente chamamos de Igreja. Ela é um somatório de pessoas transformadas e que agora unem-se em um favor comum: reconciliar o mundo com Deus, através do novo e vivo caminho possível: Jesus Cristo.

Viver dentro dos propósitos eternos de Deus não nos dá apenas senso de comunidade, mas nos ajuda a cumprir o IDE de Cristo com alegria e gratidão!

 

JOGA COM ENTROSAMENTO

Não se ponham em jugo desigual com descrentes. Pois o que têm em comum a justiça e a maldade? Ou que comunhão pode ter a luz com as trevas?
Que harmonia entre Cristo e Belial? Que há de comum entre o crente e o descrente?
Que acordo há entre o templo de Deus e os ídolos? Pois somos santuário do Deus vivo. Como disse Deus: “Habitarei com eles e entre eles andarei; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo”.
2 Coríntios 6:14-16

Assim estamos em uma copa com seleções do mundo inteiro de todas as tribos, línguas e raças (espiritismo, candomblé, hinduísmo, muçulmanismo) e temos de mostrar nossa capacidade da vitória pois ela é certa!

Brasileiro sempre acha que é o melhor no futebol. Mesmo quando notoriamente não é.

Paulo escreve a primeira carta aos Corintios na sua terceira viagem missionária quando estava em Éfeso, onde pastoreou três anos. Depois de partir de Éfeso ele escreve a segunda carta da Macedônia. A primeira carta tem conteúdo moral forte, pois as práticas reprováveis dos corintos entristeciam seu coração, pois ele sabia que os afastavam de Deus. A segunda carta já há mais alegria e contentamento pois muitos aceitaram com amor a exortação do apóstolo e se voltaram à Cristo. Entrosados com os céus vamos melhorando a capacidade de externar Jesus.

 

DEMONSTRA APTIDÃO TÉCNICA

Como cooperadores de Deus, insistimos com vocês para não receberem em vão a graça de Deus. Pois ele diz: “Eu o ouvi no tempo favorável e o socorri no dia da salvação”. Digo-lhes que agora é o tempo favorável, agora é o dia da salvação! Não damos motivo de escândalo a ninguém, em circunstância alguma, para que o nosso ministério não caia em descrédito.
2 Coríntios 6:1-3

 

Precisamos ter os fundamentos claros!

A coisa mais terrível é ver jogado profissional errando fundamentos básicos!

Assim ocorre com o cristianismo, somos vitoriosos na Copa da salvação, mas perdemos algumas batalhas por que o povo erra fundamentos básicos!

Precisamos estar treinados na Palavra, exercitados na oração e inspirados na ação social visando a vitória!

Saber o que a Bíblia fala sobre fofoca, inveja, ódio, partidarismos, preguiça é algo básico. Agindo assim você não prejudica a si mesmo apenas, mas o time todo!

 

A língua também é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno. Tiago 3:6

 Se alguém afirmar: “Eu amo a Deus”, mas odiar seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê.

1 João 4:20

 O ódio provoca dissensão, mas o amor cobre todos os pecados.

Provérbios 10:12

 “O vencedor herdará estas coisas, e eu lhe serei Deus, e ele me será filho. Quanto, porém, aos tímidos, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte.” – Apocalipse 21:7-8

 

TEM EQUILÍBRIO TÁTICO

Um dos mestres da lei aproximou-se e os ouviu discutindo. Notando que Jesus lhes dera uma boa resposta, perguntou-lhe: “De todos os mandamentos, qual é o mais importante? “
Respondeu Jesus: “O mais importante é este: ‘Ouve, ó Israel, o Senhor, o nosso Deus, o Senhor é o único Senhor.
Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças’.
O segundo é este: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’. Não existe mandamento maior do que estes”.
Marcos 12:28-31

Boa defesa é fundamental. Quem não leva gol não perde, no mínimo empata.

Meio campo onde a estratégia se desenvolve e o gol fica mais próximo.

Quanto maior qualidade para a finalização do ataque maior a chance de gol.

Ataque objetivo.

Visando o gol continuamente. Precisamos olhar ao redor e percebermos que há muita oportunidade.

Hoje inegavelmente os jogadores são mais articulados. Não se admitem zagueiros truculentos que só saibam dar balões para o auto, nem centroavantes que sejam nulos com os pés, mas de cabeça são matadores.

Em termos de função porém, o time procura os especialistas de cada área! Se a gente dependesse do Neymar ou Gabriel Jesus para marcar e dar carrinho como zagueiros, estávamos perdidos! Mas na hora de definir eles fazem bem! São do ofício.

Precisamos que cada um exerça seu ministério com alegria e entenda que Deus chamou outros a executarem os deles também!

Então se você toca instrumento musical, mas tem dificuldade de aconselhar, procure alguém deste ofício. A miscelânea de dons da Igreja existe para isso. Se você prega e sabe testemunhar sua fé, porém não leva jeito para ensinar crianças no ministério infantil, glorifique a Jesus pois ele chamou pessoas a exercerem este ministério. Se você é exímio cantor coral, mas tem dificuldade com visitações a hospitais e asilos, existem diáconos e irmãos que Deus levantou para isso!

Logo, assim como um time vencedor, não há ministério mais importante, mas há consequência mais importante da soma dos ministérios: o Gol! A vitória! Nós vencemos quando alguém aceita a Jesus e reconcilia-se com Deus! A Igreja existe para isso.

 

VOCACIONADO À CELEBRAÇÃO

Dêem graças ao Senhor, porque ele é bom. O seu amor dura para sempre!
Salmos 136:1

Me chama atenção times que nunca ganharam nada, mas sabem celebrar (Islândia). Porém o brasileiro que é notoriamente um campeão às vezes tem dificuldades de celebrar. Isso chama-se ingratidão!

Comemorar com o time e com o técnico! Ninguém faz nada sozinho em futebol. É extremamente coletivo. Todos devem celebrar o gol.

Celebremos nossos amados que Deus tem direcionado a cuidar.

Celebremos suas vidas. Nos importemos com eles, houve um trabalho enorme no cosmos para que um coração se achegasse a Jesus! Então isso deve ser encarado como precioso por todos os que, sendo transformados, são partícipes do ministério da Reconciliação.

Deus nos abençoe

Pr. Denison Sales

01/07/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *