GRAÇA RESTAURADORA

GRAÇA RESTAURADORA

João 8.1-11

Jesus, porém, foi para o Monte das Oliveiras.
E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele, e, assentando-se, os ensinava.
E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. Quando ouviram isto, redarguidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio. E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?
E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.
Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida. João 8:1-12

 Temos vivido um tempo de julgamentos impiedosos e muitos litígios. Isso externado por ímpios até se espera, mas pessoas transformadas por Jesus devem trilhar caminhos que ele preparou.

Caminhos de graça e verdade, caminhos de amor que visa a restauração.

A internet e as redes sociais, deram vozes a muitas pessoas que não se ouviam. Com isso conhecemos ótimos pregadores que jamais teríamos conhecido. Temos tutoriais para facilitar ou aprimorar nossa profissão. Falamos ao vivo com pessoas ao redor do mundo, não há como não reconhecer os benefícios oriundos da tecnologia. Todavia temos visto muitas coisas tristes: material pedófilo em trânsito livre, nudes, indiretas e o que para mim é lastimável: julgamentos sem qualquer embasamento, ou chance de defesa.

Era o que ocorria aqui nesta passagem e o que me fascina em Jesus é sua capacidade de não se deixar levar pelo clima de discórdia e litígio. Sua calma e sua paz advinham da certeza de que precisava agir como o Pai: cada oportunidade era oportunidade de amar e externar graça com vistas a restauração.

Temos de observar que a Lei de Moisés realmente mandava apedrejar adúlteros: “Se um homem adulterar com a mulher do seu próximo, será morto o adúltero e a adúltera” (Levítico 20:10). No entanto, um detalhe salta aos olhos na narrativa sobre a mulher adúltera: “disseram a Jesus: Mestre, esta mulher foi apanhada em flagrante adultério” (João 8:4). Ora, se esse adultério foi pego em flagrante, onde está o homem que também estava adulterando, já que uma pessoa não pode adulterar sozinha?

Jesus não passa a mão no pecado, mas fornece a todos ali uma nova oportunidade,  como tem oferecido a todos nós (Os. 3)

A GRAÇA RESTAURADORA LIVRA-NOS DE SER INJUSTOS

Eles queriam de Jesus duas respostas possíveis: Sim, podem apedrejá-la. Ou, não, não podem apedrejá-la. Se Jesus dissesse sim estaria indo contra o poder de Roma, já que os judeus não tinham o poder de executar a pena de morte em alguém sem autorização. Isso certamente seria usado como acusação contra Ele perante as autoridades romanas. Se Jesus dissesse para não apedrejar, na visão deles, estaria indo contra a lei de Moisés, que mandava apedrejar adúlteros, como eles mesmos citaram (João 8:5)! A posição de Jesus não era nada fácil! Mas por que Jesus foi tão sereno em Sua resposta e não escolheu nenhuma das duas opções que eles desejavam?

Era uma preparação para o climax no verso 12, uma oportunidade de restauração para todos:
Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina:
Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente,
O coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal,
A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.
Provérbios 6:16-19

A GRAÇA RESTAURADORA  CONSTRANGE

(PIB CAMPO GRANDE – IRMÃ ABRAÇO PROSTITUTAS)

Todos acabam abandonando o caso, o que indica claramente as várias irregularidades que estavam presentes nele, e que eram motivo de vergonha para religiosos que diziam seguir a lei de Moisés. Jesus toca no ponto exato e desmonta a estratégia deles de dentro de seus corações para fora, sem a necessidade de responder sim ou não ao questionamento deles!

Maria Madalena era uma das mulheres que recomeçaram com Jesus. Retira demônios (Lc 8), “estavam em pé, junto à cruz de Jesus” (João 19:25). Foi a primeira a ver Jesus ressurreto (20.14-16).

– Nossos erros maculam nosso passado, mas em Jesus temos restauração. O erro pode o macular passado mas não pode nos fazer prisioneiros dele.

– Nossa missão é exortar com vistas à mudança, não julgar com vistas à desesperança.
– Andar com Jesus deve nos fazer mais humildes, carentes da graça. (LC 18. 10-14).

Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência. Colossenses 3:12

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *